• A metacognição sugere que você entre em contato com o conhecer do seu conhecer.
  • Ao olharmos para nós mesmos como aprendizes, temos a oportunidade de rever e ressignificar nossas representações, nossos conhecimentos, nossas ações.
  • Ao aprender a aprender tenho a chance de perceber minhas dificuldades e facilidades atuais e a oportunidade de avançar em direção a novas e melhores conquistas.
  • A metacognição propõe o olhar em direção aos processos cognitivos, isto é, a como aprendemos o que aprendemos.
  • A árvore pode ser comparada a um cérebro quando observamos a rede de conexões complexas que o compõe e que estão ligadas a uma pessoa que pensa, sente age e interage.
22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: A Voz do Coração

0 Comentário

Direção: Christophe Barratier. Duração: 97 min. Ano: 2004. Um professor de música vai trabalhar numa rígida instituição de reeducação de jovens meninos. Com paciência, ele tenta melhorar suas vidas através da música. No entanto, ele terá que lutar para manter o coral dos meninos na ativa. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: Nenhum a Menos

0 Comentário

Direção: Zhang Yimou. Duração: 106 min. Ano: 1999. No interior da China comunista, uma garota de 13 anos, fica com a obrigação de cuidar dos alunos de uma escola primária muito pobre. Prometem uma recompensa se ela não perder nenhum deles. Leva isso à sério, de tal forma que quando um se perde na cidade grande,.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: Quando Tudo Começa

0 Comentário

Direção: Bertrand Tavernier. Duração: 117 min. Ano: 1999. O filme traz a história de Daniel Lefebvre, professor e diretor de uma escola pública da pequena cidade de Hernaing, na França, em 1998. A cidade sofre com o fechamento das minas de carvão e enfrenta uma taxa alarmante de 34% de desemprego. Os professores são aconselhados a.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: O Balão Branco

0 Comentário

Direção: Jafar Panahi. Duração: 85 min. Ano: 1995. Vencedor da Camera D’Or, no Festival de Cannes 95, essa história foi desenvolvida pelo diretor iraniano Abbas Kiarostami como um presente para Jafar Panahi, que trabalhou como seu assistente de direção em Através das Oliveiras. Um dia, Panahi explicou ao diretor que queria fazer um curta, contando a ele.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: O Pequeno Nicolau

0 Comentário

Direção: Laurent Tirard. Duração: 90 min. Ano: 2009 Nicolau (Maxime Godart) leva uma vida tranquila, sendo amado por seus pais e com diversos amigos, com os quais se diverte um bocado. Um dia ele surpreende uma conversa entre os pais, a qual faz com que acredite que sua mãe está grávida. Ele logo entra em pânico,.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: Vermelho Como o Céu

0 Comentário

Direção: Cristiano Bortone. Duração: 96 min. Ano: 2007. Anos 70. Mirco (Luca Capriotti)  é um garoto toscano de 10  anos que é apaixonado pelo  cinema. Entretanto, após um  acidente, ele perde a visão.  Rejeitado pela escola  pública, que não o considera  uma criança normal, ele é  enviado a um instituto de  deficientes visuais em  Gênova. Lá.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: Machuca

0 Comentário

Direção:Andrés Wood.  Duração: 121 min. Ano: 2004. Chile, 1973. Gonzalo Infante (Matías Quer) é um garoto que estuda no Colégio Saint Patrick, o mais conceituado de Santiago. Gonzalo é de uma família de classe alta, morando em um bairro na área nobre da cidade com seus pais e sua irmã. O padre McEnroe (Ernesto Malbran),.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: Um doce olhar

0 Comentário

Direção: Semih Kaplanoglu. Duração: 103 min. Ano: 2010. Yusuf (Bora Altas) é um garoto turco que está aprendendo a ler e a escrever. Nas horas vagas ele ajuda o pai, um apicultor que guarda as colmeias nos galhos mais altos de uma misteriosa floresta. Até que um dia seu pai parte para um local mais distante,.. saiba mais →

22 mar 2016
março 22, 2016

Filme: A Cidade das Crianças

0 Comentário

Direção: Nicolas Bary. Duração: 95 min. Ano: 2008. Na vila de Timpelbach, na  França, as crianças  afrontam os adultos e  todas as formas de  autoridade. Impotentes, os  adultos decidem  abandonar o local,  deixando-os a imaginar  que todos partiram numa  viagem. Quando as  crianças se dão conta de  que não existe um só  adulto na vila, eles.. saiba mais →